Quem pode me ajudar a investir?

 Atualmente, graças à Internet, o que não falta é informação, só precisamos buscá-la. O mercado de capitais brasileiro também evoluiu na mesma velocidade, e hoje , apresenta transparência na divulgação das informações, seja das empresas, dos administradores de mercado, ou dos órgãos reguladores.

Na hora de investir você pode contar com várias instituições e profissionais de competência que conhecem os serviços e produtos financeiros que melhor se adaptam às suas necessidades. Para saber se uma instituição financeira ou profissional é credenciado pela CVM clique aqui.

Bancos Comerciais

Administram uma rede de agências bancárias e operam no mercado de varejo junto ao público em geral. Contam com serviço de atendimento ao cliente para o esclarecimento de possíveis dúvidas, oferecendo informações sobre seus diversos produtos e serviços.

Vale ressaltar que os gerentes de contas possuem diferentes metas de venda, como também o banco possui diferentes remunerações em seus produtos. Portanto, procure saber se é realmente vantajoso para você aceitar quaisquer produtos bancários oferecidos pelo seu gerente.

Bancos de Investimento

Instituições financeiras especializadas em operações estruturadas para empresas. Tais operações podem envolver participação acionária ou societária de caráter temporário em empresas ou financiamentos, a médio e longo prazos, para suprimento de capital fixo ou de giro, mediante a aplicação de recursos próprios ou captados junto ao público.

Não possuem contas correntes e captam recursos via depósitos a prazo, repasses de recursos externos, internos e venda de cotas de fundos de investimento por eles administrados. Além de instituirem, organizarem e administrarem fundos de investimentos, administram carteiras de títulos e valores mobiliários, assessoram negócios, realizam lançamentos de ações de empresas e prestam outros serviços do gênero.

Corretoras de Valores

São instituições financeiras com múltiplas funções e, até o início de março de 2009 com a edição da Decisão-Conjunta BACEN/CVM Nº 17 (conforme mencionado no item abaixo), eram as únicas autorizadas a operar em bolsas de valores. Necessitam de autorização prévia do Banco Central do Brasil para serem constituídas, estando sujeitas à fiscalização da própria bolsa de valores, da CVM e do Banco Central. Sua principal atividade é a execução de ordens de compra e de venda de ativos para seus clientes. Podem auxiliar o investidor na medida em que disponibilizam para seus clientes informações provenientes de seus departamentos técnicos ou de análises de terceiros. Podem também administrar Fundos de Investimentos. Em geral, cobram taxas e comissões por seus serviços.

Distribuidoras de Valores

São instituições financeiras também autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil e pela CVM, atuando na intermediação de títulos e valores mobiliários.

Até o início de março de 2009, as Sociedades Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários não estavam autorizadas a operar em bolsas de valores e, quando o faziam, operavam por meio de uma Corretora de Valores. Contudo, em 02.03.2009, a Decisão-Conjunta BACEN/CVM Nº 17 estabeleceu que as Sociedades Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários ficariam autorizadas a operar diretamente nos ambientes e sistemas de negociação dos mercados organizados de bolsa de valores.

Da mesma forma que as Corretoras, as Distribuidoras de Valores cobram taxas e comissões por seus serviços.

Analista de Valores Mobiliários

Profissional que avalia os investimentos nos mercados de capitais, elaborando recomendações, relatórios de acompanhamento e estudos sobre valores mobiliários para divulgação ao público.

Seu trabalho é fornecer subsídios para auxiliar o público ou os administradores de recursos de terceiros no processo de tomada de decisão em suas aplicações em valores mobiliários, além de fornecer elementos para o trabalho de aconselhamento dos consultores de valores mobiliários.

Para exercer sua profissão este profissional deve ser credenciado por entidade autorizada pela CVM, conforme regras da instrução CVM nº 483, de 06 de julho de 2010.
Consultor de Valores Mobiliários

Profissional ou empresa, credenciado pela CVM, com experiência em atuação no mercado de valores mobiliários, que presta consultoria aos investidores interessados em fazer aplicações diretamente nesse mercado.

Possui conhecimentos técnicos e práticos para assessorar seu cliente na busca do produto que irá melhor atender a seus objetivos e necessidades pessoais.

Agente Autônomo de Investimento

Profissional com experiência no mercado de valores mobiliários. Exerce unicamente a função de representante da instituição integrante do sistema de distribuição de valores mobiliários com a qual está vinculado contratualmente.

Em suas atividades diárias não pode receber recursos diretamente de clientes e nem administrá-los. Deve apenas executar as ordens dadas pelos clientes.

Administrador de Carteira de Valores Mobiliários

Pessoa física ou jurídica, autorizada pela CVM, para atuar como responsável pela administração profissional de carteira de valores mobiliários, sujeita à fiscalização da CVM.

Os administradores também são responsáveis por manter seus clientes de carteiras administradas ou fundos de investimento informados sobre o andamento dos investimentos.

Para mais informações sobre as funções de:

  • Analista de Valores Mobiliários, clique aqui
  • Consultor de Valores Mobiliários, clique aqui
  • Agente Autônomo de Investimento, clique aqui
  • Administrador de Carteira de Valores Mobiliários, clique aqui