Quanto vale uma ação?

O preço das ações, chamado no mercado de "cotação", oscila conforme a expectativa dos investidores em relação à companhia.

Vários fatores influenciam os investidores na decisão de comprar ou vender as ações, entre eles:

  • A perspectiva de lucro da companhia em suas atividades;
  • O fluxo de dividendos a serem distribuídos;
  • As projeções realizadas pelos analistas de mercado relativas aos rumos da Companhia;
  • Análises das escolas que estudam a tendência do preço das ações;
  • A liquidez das ações no mercado;
  • O grau de alinhamento de interesses existente entre administradores, acionista controlador e demais acionistas;
  • Indicadores de mercado.

Se o resultado desse conjunto de fatores for favorável, a procura por essas ações fará com que sua cotação suba. Se acontecer o contrário, sua cotação cairá.

Análises

Existem basicamente duas técnicas que ajudam os investidores na análise e decisão sobre qual ação se deve comprar ou vender, a que preço e qual o melhor momento para agir.

Análise Fundamentalista

É uma técnica complexa que exige conhecimentos de economia, administração e matemática financeira e é por isso utilizada por investidores e administradores de recursos mais experientes.

Muitos profissionais do mercado de capitais se especializam nesta técnica e a aplicam na análise de empresas separadas por setores específicos da economia como siderurgia, petróleo, varejo, entre outros.

Por esta técnica se procura projetar o comportamento futuro dos preços das ações a partir do estudo das demonstrações financeiras da companhia, informações setoriais e macroeconômicas, na recomendação de compra e venda de ações.

Informações sobre companhias abertas podem ser obtidas no site da CVM, na pasta "Companhias Abertas", onde estão disponíveis as DF´s (Demonstrações Financeiras), DFP (Demonstrações Financeiras Padronizadas), ITR (Informações Trimestrais), IAN (Informações Anuais) e o FR (Formulário de Referência), assim como os seus Atos Societários e os Fatos Relevantes.

Análise Técnica

Também chamada Análise Gráfica ou Grafista. É baseada na análise dos gráficos das cotações históricas das ações, procurando identificar padrões que sinalizem o comportamento futuro do papel. A partir dessas informações, procura-se identificar o momento adequado para recomendações de compra e venda desses títulos.

 

Saiba mais sobre ações e direitos dos acionistas